Sábado

18.NOV

BOM DIA



FRAGMENTOS DE POEMAS - por H.R.
Poema 1 – VOCÊ Você, de ternura infinita, impar, boa, de calor farto, forte, de gestos doadores, gentis, acolhedores, colhedores da minha confiança no amor, no seu amor, na vida, na nossa vida, em você. Poema 2 – ISSO? Que saudade...! De algo que não aconteceu, Como pode isso? O que é isso? Na fantasia suponho, suspeito, receio, acredito, desdito, me confundo, não reconheço! O que é meu de fato em tudo isso? O que é o fato, o que é a falta? E o que fazer com ambos? Meu eu não esclarece, ou... esclarece e eu não acredito. Mas afinal, o que é isso? Poema 3 – HOJE Quero fechar as portas das mágoas; todas elas. E ter gratidão pelas experiências que escolhi. Certas, erradas, burras, sábias, enganos, engodos... já passaram todos. E eu estou melhor! Mais forte, amorosa, rica... feliz...eu! Agora sei o que preciso, o que posso, quem sou, quem somos. Estou vivendo o melhor momento da minha vida. Estou vivendo o melhor de mim mesma. Hoje, já suporto a solidão e também a companhia; os sentimentos são todos meus, São todos eu. Não há mais angústia, anseio, só gratidão e amor... Poema 4 – AUTONOMIA Eu estava fugindo com tanto medo de não ser nada, que nem percebia que também queria amor, queria muito... Como queria, precisava e ... temia! Temia tanto que precisei primeiro conquistar minha autonomia, pra só depois, segura de mim, do meu caminho sólido, feito por mim apenas, poder misturar-me a você. Tão forte seria essa experiência, tão arrebatadoramente doce, delicada e inteira, que completaria tanto, que mais nada seria importante... Só estar com você!

WAD