Sábado

18.NOV

BOM DIA



CALVARIO E PARAISO AO MESMO TEMPO - M.C.
Que sensação de medo e prazer misturados. Que medo de me sentir, de deixar meu corpo agir. Que medo da dor do sentir. Que medo dessa energia me tomando por dentro, percorrendo todo o meu ser e fazendo-me perder o controle do meu próprio corpo. Ele agora é quem me controla. Que sensação estranha. Que sensação forte que me faz tremer sem querer. Que me faz superar a dor e não me deixa parar. Parece haver uma grande luta dentro do meu corpo, algo empurrando, rasgando, provocando dor e aliviando a dor. Que medo do sofrer e, ao mesmo tempo, medo do prazer. Mas mesmo com tanto medo não consigo parar, algo me move, me faz vibrar. É uma onda contínua que me controla, ou melhor, descontrola. E esse descontrole vem junto de uma sensação boa e não mais de dor. Me sinto só e ao mesmo tempo protegida. Sinto alegria e de repente tristeza. Sinto angústia e prazer. Sinto medo mas quero. O que será que está acontecendo? É como se fosse um grande descobrir. O que será que vem pela frente? Não sei, não me dizem. Eu só sei que é isso que me faz ter força, me faz querer transformar, seguir em frente, ser eu, ter minha própria vida. E nessa vida eu pulso, eu vibro, eu sonho, eu quero ser feliz.

WAD