Sábado

18.NOV

BOA TARDE



membro da SPV - Fernando Campos
Quando olho as coxas de Tereza logo me vejo enlaçado e encantado contemplo o resto do seu lindo corpo. Mas confesso: é da sua alma que eu mais gosto, é por ela que mais me interesso. Aposto que dessa vez Deus exagerou: colocou tanta beleza numa alma tão nobre e companheira, e ainda a fez minha, inteira, como se assim tivéssemos antes combinado. E eu safado me aproveito. E embora não me ache merecedor, me esforço, me aprimoro, tento ser melhor, e o pior é que nem sempre consigo. Mas mesmo assim insisto, invisto, até terapia estou fazendo pra ver se seguro a onda e aprendo a confiar no amor. Mas acontece que é dificil acreditar que Tereza me escolheu, que vê em mim o que eu ainda não vejo. E é isso que me tira do eixo: ela se relaciona com um Fernando que ainda não conheço, mas que vai se mostrando aos poucos muito mais doce, protetor e amigo, mais cortês, menos feroz. Há quem diga que Tereza opera milagre, talvez, quem sabe? Mas numa coisa eu acredito: devo ter alguma competência, porque Tereza é bela, companheira mas não é louca, e se ela me escolheu é melhor aproveitar a ocasião, abrir o coração e perceber que posso ser muito melhor do que fui até então.

WAD